domingo, 17 de setembro de 2017

CÉU EM CHAMAS (Hardcore Metal - Itapira/SP)


Banda: CÉU EM CHAMAS         

Início de atividades: 2013

Discos lançados: “Sopro da Destruição” (EP -2014), “Lutar” (EP - 2015), “Infernal” (álbum - 2017)

Formação atual: Rafael Coradi (vocais), Maicon Salvador (guitarras), Alemão Pompeu (guitarras), Frango (baixo) e Betão Job (bateria)

Cidade/Estado: Itapira/SP


BD: Como a banda começou? O que os incentivou a formarem uma banda?

A banda foi idealizada em uma festa de réveillon do qual Rafael, Betão e Maicon expuseram suas vontades em produzir um som mais extremo, porém ainda sim melódico, visando englobar todas as influências de cada integrante.


BD: Quais as maiores dificuldades que estão enfrentando no cenário?

Falta de interesse do público em relação a shows e ao material próprio, infelizmente bandas cover são mais valorizadas. Falta incentivo cultural. Falta profissionalismo por parte de produtores de shows, falta de respeito com as bandas no sentido de não proporcionar um equipamento de som decente para as bandas sem falar nas péssimas divulgações dos shows, praticamente só as bandas divulgam os eventos e o pior, nada é repassado em termos financeiros para as bandas.


BD: Como estão as condições em sua cidade em termos de Metal/Rock? Conseguem tocar com regularidade? A estrutura é boa?

Não, Itapira já foi referência em Rock, Metal e Hardcore. Infelizmente não há espaço. Ainda possui uma galera, que acompanham e apoiam as bandas, mas ainda sim, não conseguem impulsionar as bandas e os shows.


BD: Hoje em dia, muitos gostam de declarar o fim do Metal, já que grandes nomes estão partindo, e outros parando. Mas e vocês, que são uma banda, como encaram esse tipo de comentário?

Esse tipo de comentário é tão absurdo. No mundo, a cada mês temos vários lançamentos de bandas já consagradas e bandas novas. Quem diz que o Metal está morrendo deveria pesquisar mais, a Internet está ai, a informação e acesso é muito rápido e fácil. Ninguém tem interesse em conhecer e buscar novas bandas, as pessoas que dizem isso provavelmente lembram apenas de AC/DC, IRON MAIDEN, METALLICA, GUNS e etc. Não desmerecendo essas bandas, pois são incríveis, mas e as tantas outras bandas que trabalham muito para compor, executar e gravar material, os integrantes bancam praticamente a banda com o próprio dinheiro, deixando muitas vezes de investir em outras coisas e acaba caindo nesse tipo de comentário.


BD: Em termos de Brasil, o que ainda falta para o cenário dar certo? Qual sua opinião?

Temos outras questões importantes para resolver no Brasil antes da Cultura, como Segurança, Educação e etc. Porém com a valorização da mesma, creio que diminuiríamos muito índices criminais de um modo geral. Abriria a mente dos jovens tanto para o Metal quanto para outros estilos musicais de qualidade e para várias formas de arte como a literatura, cinema e etc. Além disso, para o cenário prosperar temos que profissionalizar ele em vários aspectos como os produtores, as casas de shows e até mesmo as bandas, infelizmente apenas a vontade e o amor ao estilo não irá ajudar o cenário a dar certo, isso é utopia. Pois querendo ou não, envolve e movimenta dinheiro de todos os envolvidos e isso acaba gerando sempre conflitos quando alguma das partes não fica satisfeita.


BD: Deixem sua mensagem final para os leitores.

Agradecemos a todo apoio de fãs e imprensa. Compareçam aos shows, adquiram o disco físico (lembrando que está disponível para audição totalmente grátis, por isso não há desculpas para não ouvir). Apoiem como puderem. Só assim as bandas consegue levar adiante seus trabalhos. Grande abraço a todos e nos vemos nos shows!


Links para contatos:


Links para audição: