domingo, 17 de setembro de 2017

PATRICK PEDROSO (Guitar Orientated Rock/Metal - Joaçaba/SC)


Banda: PATRICK PEDROSO (artista solo)

Início de atividades: Início de 2015

Discos lançados: “Labyrinth”

Formação atual: Patrick Pedroso (guitarras), e músicos convidados

Cidade/Estado: Joaçaba/SC


BD: Como a banda começou? O que os incentivou a formarem uma banda?

Já toquei em algumas bandas da cidade, e até de outras cidades. Mas senti que deveria lançar um trabalho autoral, só com minhas ideias. Sempre gostei muito de músicas instrumentais, e resolvi lançar esse trabalho solo. O incentivo foi a liberdade de fazer um trabalho em que eu pudesse fazer o que eu quisesse, em termos de composição arranjos e timbres. 


BD: Quais as maiores dificuldades que estão enfrentando no cenário?

Acredito que o espaço para as apresentações, e a aceitação do publico pelo estilo, ainda mais sendo instrumental.


BD: Como estão as condições em sua cidade em termos de Metal/Rock? Conseguem tocar com regularidade? A estrutura é boa?

Aqui onde moro é uma cidade pequena, não há muito espaço pra tocar o meu estilo de música, tenho que estar sempre correndo atrás de eventos pra poder tocar, e a estrutura também não ajuda muito.


BD: Hoje em dia, muitos gostam de declarar o fim do Metal, já que grandes nomes estão partindo, e outros parando. Mas e vocês, que são uma banda, como encaram esse tipo de comentário?

Não acredito que o metal esteja morrendo, mas talvez essas pessoas estejam com a mente fechada, existe muita banda boa por aí, temos que valorizar e apoiar as bandas do cenário, se ficarmos focados nas grandes bandas e não dermos espaço para bandas novas, essa ideia que o metal está morrendo vai continuar por um bom tempo.


BD: Em termos de Brasil, o que ainda falta para o cenário dar certo? Qual sua opinião?

Acredito que o que falta para cenário é a união e mais respeito entre as bandas e fãs. Pra conseguirmos algo maior temos que nos unir e ter respeito ao trabalho do outro independente do estilo. E as bandas precisam buscar um profissionalismo maior, em vários sentidos, como cumprir prazos, horários, fazer um trabalho de qualidade, para assim poder exigir sem ter medo.


BD: Deixem sua mensagem final para os leitores.

Gostara de agradecer a você que está lendo essa entrevista, seu apoio é muito importante para nós músicos. Ao Metal Samsara pela oportunidade, e assim poder divulgar o meu trabalho, ao amigo Gleison Junior e toda a equipe da Roadie Metal, e aos parceiros da Lince Tattoo.


Links para contatos:

Telefone/whatssap: (49) 98428-3589


Links para audição: